DONA ESTELA É UMA DAS MULHERES DE DESTAQUE

Publicada em 22/03/2018 às 15:43:38 por Secretaria de Ouvidoria, Comunicação, Transparência e Relações Institucionais

“... e o sol quarando nossas roupas no varal: a vida de Dona Estela. ”

“Lava, lava, lavadeira/Com a alma, com a mão. /Água canta na torneira/Sua líquida canção. ”

Nascia, no ano de 1946, na localidade de Carvalho – Uruoca - CE, a filha de Maria Raimunda de Oliveira e de Raimundo José de Oliveira – Maria Estela de Oliveira Mata. Teve oito filhos, destes são vivos apenas dois. Sua vida sempre foi uma batalha, ficou órfã de mãe com um ano de idade, quando veio morar na sede de Uruoca, aos cuidados do Sr. Olímpio Sampaio da Silva. A guerreira menina-mulher ficou aos cuidados de Olímpio Sampaio apenas até os nove anos, quando retornou para sua localidade, Carvalho, para cuidar de seus irmãos. Mais tarde, aos 14 anos, casou-se com o Sr. Francisco da Mata, tornando-se mãe aos 15 anos.

A vida lhe trouxe de volta à sede de Uruoca, onde começou a escrever sua história profissional como lavadeira. Sua primeira cliente foi “Dona Mariquinha do Sr. Eudes Matos”. Rapidamente, fez novas clientes, como “Dona Fransquinha do Sr. Quincas do Reque; Dona Francilene; Dona Ivoneide do Sr. Valdir Araújo; Dona Graça do Sr. Edilson e Dona Báu”. Estas duas últimas citadas continuam sendo suas clientes até os dias de hoje.

Assim, sua vida era estendida nos varais de nossa cidade ano após ano (até hoje) e, com ela, era “quarado” pelo sol nosso de cada dia a história desta guerreira e de outras da mesma profissão. Dona Estela começou a lavar roupas para a comunidade de Uruoca há 55 anos, com idade de 17 anos. Na época, cobrava por uma trouxa de roupas o valor de 50 mil réis. Hoje, com 71 anos, ainda leva o título de lavandeira, pois continua em atividade lavando uma trouxa de roupas por R$50,00.

Dona Estela também acrescenta “Fui uma das garotas mais cobiçadas de Carvalho”; assim, ela nos leva a acrescentar que, além de sua beleza, também desenhou, nas páginas da história de nosso município, a figura de uma mulher guerreira e batalhadora.