SAÚDE EM AÇÃO: ENCERRAMENTO DA CAMPANHA FEVEREIRO ROXO EM URUOCA

Publicada em 11/03/2019 às 09:44:50 por Secretaria de Saúde

O Governo Municipal de Uruoca por meio da Secretaria da Saúde e juntamente com o NASF AB (Núcleo Ampliado de Saúde da Família e Atenção Básica) realizou durante esse mês de fevereiro, ações voltadas a Campanha do Fevereiro Roxo. A campanha tem como objetivo conscientizar a população sobre três doenças incuráveis e com altos números no Brasil, Lúpus, Fibromialgia e a doença de Alzheimer. Permitindo que os pacientes tenham uma maior qualidade de vida mesmo convivendo com alguma dessas condições. Além disso, todas as três doenças apresentam sintomas iniciais que são relativamente inofensivos.

A campanha levou a população um diagnóstico precoce e correto, uma vez que o tratamento adequado permite amenizar os sintomas de todas elas. Mesmo crônicas estas doenças são previsíveis. A Secretaria da Saúde realiza esta campanha para informar os uruoquenses que estas patologias, se diagnosticas de maneira precoce, o paciente tem boa qualidade de vida.


SOBRE A CAMPANHA:

A campanha do Fevereiro Roxo foi criada em 2014, na cidade de Uberlândia (Minas Gerais). Seu lema é: “se não houver cura, que ao menos haja conforto”, aludindo à importância de proporcionar bem-estar aos portadores de doenças crônicas.

O Lúpus Eritematoso Sistêmico é uma doença autoimune, ou seja, ocorre quando o próprio sistema imunológico de uma pessoa passa a atacar órgãos e tecidos do corpo (como se eles fossem invasores externos). Seu principal sintoma é o surgimento de uma lesão avermelhada no rosto, na nuca e no couro cabeludo.

Já a fibromialgia é uma síndrome ainda pouco conhecida, cujos principais sintomas são: dor generalizada, fadiga, formigamento nas extremidades do corpo, dificuldades cognitivas (problemas de concentração, perda de memória). Pouco se sabe sobre a origem das doenças autoimunes. Elas são crônicas, porém o tratamento adequado é indispensável para mantê-las sob controle e reduzir os sintomas — que podem ser extremamente dolorosos.

A doença de Alzheimer, única das três que não é neurodegenerativa. Os principais sintomas são a falta de coerência na fala e a perda da memória recente: o paciente se lembra de fatos de muitos anos atrás, mas não sabe dizer sobre coisas que fez hoje.

A doença é a principal causa de demência e leva o paciente a depender de ajuda para realizar tarefas básicas. Quanto ao Alzheimer, a confusão mental e a perda da memória geralmente são atribuídas à idade avançada. Mas é importante lembrar que, na velhice saudável, o normal é a pessoa se esquecer de fatos triviais, mas continuar com aqueles que são marcantes na memória.