EDUCAÇÃO ALIMENTAR E NUTRICIONAL: SEMANA DA SAÚDE NA ESCOLA INCENTIVA DE ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL

Publicada em 07/05/2018 às 15:16:42 por Secretaria de Educação

Contribuindo para a formação integral dos estudantes da rede pública de educação básica por meio de ações de prevenção, promoção e atenção à saúde, pensando nisso o Governo Municipal de Uruoca, através da Secretaria da Educação juntamente com a Secretaria da Saúde promoveram a semana do dia 23 a 27 de abril ações do PSE – Programa de Saúde na Escola, nas unidades da sede e dos distritos, onde foram realizadas ações de promoção das práticas corporais, da atividade física e do lazer nas escolas.

Através do Tema: “Enfrentamento ao excesso de peso e obesidade infantil e a importância da atualização da caderneta de vacinação”. No contexto do PSE, a partir de 2012 é lançada a Semana Saúde na Escola, onde um novo tema é abordado a cada ano. Trata-se de uma mobilização nas escolas em que as equipes de saúde e as equipes de educação atuam de forma integrada, abordando o tema definido a cada ano. A intenção é aproximar as equipes de atenção básica e as equipes das escolas, a partir das ações de promoção e de prevenção de agravos à saúde, realizadas durante essa semana, permitindo que essa interação se torne parte do cotidiano da escola.

O Programa Saúde na Escola (PSE) visa à integração e articulação permanente da educação e da saúde, proporcionando melhoria da qualidade de vida da população brasileira. O PSE tem como objetivo contribuir para a formação integral dos estudantes por meio de ações de promoção, prevenção e atenção à saúde, com vistas ao enfrentamento das vulnerabilidades que comprometem o pleno desenvolvimento de crianças e jovens da rede pública de ensino. A Escola é a área institucional privilegiada deste encontro da educação e da saúde: espaço para a convivência social e para o estabelecimento de relações favoráveis à promoção da saúde pelo viés de uma Educação Integral.

Enfrentamento do excesso de peso e obesidade infantil: O Brasil vem enfrentando o aumento expressivo do sobrepeso e da obesidade e atualmente, em decorrência da sua magnitude e velocidade de crescimento, o excesso de peso é considerado um dos maiores problemas de saúde pública. Assim, para o avanço no enfrentamento desse agravo, é emergente a atuação conjunta das diferentes esferas de governo, com destaque para o desenvolvimento de um escopo amplo de ações Inter setoriais que atuem sobre os diversos determinantes da obesidade, sem perder de vista a participação efetiva da sociedade civil. Este tema possibilita discutir a obesidade infantil e os fatores de riscos e proteção para as Doenças Crônicas Não-Transmissíveis (DCNT’s).

Atualização da caderneta de vacinação: O Brasil está entre os países que mais ofertam, de forma gratuita, vacinas e imunobiológicos (produtos farmacológicos que contém microrganismos- vírus, bactérias e outros) à população. O esforço realizado utilizando estratégias diferenciadas como a vacinação de rotina, campanhas de vacinação, bloqueio vacinal (ação que visa prevenir a disseminação dentro da comunidade onde o surto está restrito) e outras atividades de promoção da saúde, resultaram na erradicação de algumas doenças como a varíola, a paralisia infantil, e outras que se encontram em fase de eliminação como o tétano neonatal, o sarampo e a rubéola.

O Programa é uma política de educação em saúde que busca o desenvolvimento integral dos educandos e a formação ampla para a cidadania e o usufruto pleno dos direitos humanos. Trata-se de uma política Inter setorial que promove a articulação de saberes, a participação de alunos, responsáveis, comunidade escolar e sociedade em geral na construção e controle social da política.